Espaço Si Yuen Ton - terapias e cursos de arte chinesa

Wing Chun Kuen - Kung Fu

Criado por uma monja do Templo Shaolim. É uma arte marcial baseada nos movimentos e nas características de dois animais: a serpente e a garça. Sua técnica é especializada em lutas de curta distância. Seu ataque é rápido e preciso, sem o uso de força bruta. Desenvolve a defesa pessoal, o autocontrole, estimula a concentração, o reflexo e, principalmente a sensibilidade.

Aulas

Para maiores informações:

Si Yuen Ton - Terapias e Cursos de Arte Chinesa

Fone: (011) 3032-0486

Aulas ministradas por Mestre Thomas Lo e Professora Márcia Hidemi

Histórico

Quando o governo da Dinastia Chin (Manchúria) destruiu o Templo Shaolim pelo fogo, somente os mais hábeis lutadores conseguiram escapar com vida. Entre eles se encontrava uma monja chamada Ng Mui, que fugiu para uma província ao sul da China.

Além de praticar o Budismo, ela começa a estudar novas técnicas de luta a fim de combater os traidores de Shaolim. Um dia, após sua meditação diária, ela viu uma serpente lutando com uma garça branca. Observou a agilidade e a precisão do ataque dos dois animais.

Fundamentalmente cada estilo de Kung Fu tem o seu próprio sistema de ataque e defesa formado pela imitação dos movimentos dos animais. Assim Ng Mui aproveitou as caracteíristicas de luta da serpente e da garça para criar um novo estilo marcial.

A característica principal deste estilo é a sua rapidez e economia de movimentos(movimentos curtos e objetivos).

Naquela época Ng Mui conheceu uma jovem chamada Yin Wing Chun, que apesar de possuir bons conhecimentos de artes marciais, não conseguiu vencer em combate o rico cidadão que pretendia a qualquer custo casar-se com ela. Ao tomar conhecimento deste fato, Ng Mui aceitou Yin Wing Chun como discípula, ensinando-lhe durante três anos o novo estilo de luta.

Preparada para o combate, Yin Wing Chun desafiou novamente seu oponente, vencendo-o com facilidade.

Yin Wing Chun casou-se com Leung Bok Chou que era excelente lutador, e começou a aprender com ela esta arte marcial. Como esse estilo não possuia nome ele o denominou Wing Chun.

Leung Bok Chou ensinou Leung Kwai Lan, que transmitiu seus ensinamentos para o artista de ópera clássica chinesa Wong Wah Po. Este ensinou a técnica para um companheiro da ópera chamado Leung Yi Tai que, em troca lhe ensinou a forma de armas: Lo Ten Po Kuan(bastão longo) e Pa Tsan Tou(faca curta). Introduziu-se assim as formas destas duas armas ao estilo Wing Chun.

Mais tarde Leung Yi Tai ensinou a um médico naturalista chamado Leung Tsan que treinou os filhos Leung Pik e Leung Chun. Estes conhecimentos foram transmitidos também para outras pessoas. Uma destas pessoas era Chan Wah Shun, que tem como um dos principais discípulos Yip Man (falecido em 1972).

Yip Man, que começou a aprender Wing Chun muito cedo, e é considerado o expoente máximo deste estilo, sendo conhecido como Grande Mestre, por ter difundido a sua técnica mundialmente.

Características do Wing Chun

Os movimentos do estilo são bem simples e se compõem de três formas:

Siu Limn Tao

Esta é a primeira forma do estilo e significa "uma pequena idéia". Os movimentos desta forma são simples e baseiam-se nas características dos dois animais: serpente e garça. Contém todas as técnicas do estilo.

Tsamn Kiu

Esta é a segunda forma do estilo e significa "procurar destruir a ponte do oponente", como braços e pernas. Complementa a primeira forma e exige mais força física e potência interna.

Biu Tzi

É a terceira forma e significa "dedos voadores" . Seus movimentos mostram as características dos dois animais. Antigamente esta forma era considerada secreta, permanecendo apenas entre os discípulos mais próximos do mestre.

Com estas três formas pode-se compor alternativas de ataque e defesa. A posição do lutador é sempre frente à frente. Seu ataque é rápido e preciso, desferido a curta distância e com potência.

Treino(Teoria e Prática)

Constitui-se principalmente no aprendizado das três formas: Siu Limn Tao, Tsamn Kiu e Biu Tzi e na prática de Chi Sau que é um treinamento de percepção e concentração mental que, através da sensibilidade procura sentir a força e a intenção do oponente.

Há um treinamento avançado, utilizando como adversário o chamado boneco de madeira ou Muk Tson,

onde aplicamos todos os golpes desenvolvidos nas três formas. Sua prática aumenta a resistência dos braços, pernas e corpo. Após este estágio, há o aprendizado do bastão longo e da faca curta, que são armas originadas dos artistas de óperas chinesas, que viajavam e moravam em barcos.

Chi Sau

É um exercício em que nossas mãos parecem grudar às do adversário. Durante o treino, os alunos de Wing Chun aprendem a sentir as intenções telegrafadas pelas mãos do parceiro. Quando perdemos o contato do braço do oponente, lhe oferecemos a chance de nos golpear. Ambos os parceiros buscam captar as intenções do outro, enquanto escondem os próprios. Nessa prática não devemos aplicar a força bruta, pois constitui-se de um treinamento de sensibilidade. Sua técnica nos ensina a prevenir contra um possível golpe desenvolvendo a nossa concentração, o autocontrole, e quando vislumbramos uma oportunidade, atacamos.

Mestre Lo(à esquerda) praticando Chi Sau (início déc. 80)

Raízes

Genealogia Oficial

Página inicial

Si Yuen Ton - terapias e cursos de arte chinesa - Rua Professor Antônio Arruda Malheiros 37
Pinheiros - São Paulo - SP - Brasil - (011) 3032-0486
Todos os direitos reservados ®
alt : happyspratual.MP3